Anuidade Zero

Você esta cansado de todo mês ter que pagar aquela taxa enjoada no seu cartão de crédito? Faça como eu… Pra que pagar anuidade se existem vários cartões que não cobram essa taxa. Só paga anuidade de cartão de crédito quem quer.


É só você pensar que qualquer compra que você faz, o comerciante/loja paga uma taxa para utilização do serviço e você ainda também ter que pagar mais uma outra taxa?? É facilidade demais pros bancos. Vamos começar nossa campanha. ANUIDADE ZERO


OBS: Após a nova resolução do Banco Central, a grande maioria dos cartões passou a cobrar anuidade. Atualmente somente o Santander Free, Petrobras, Saraiva e Hipercard continuam totalmente isentos de taxas. Os demais cartões listados possuem anuidade, só que eles oferecem vantagens que como seguros automáticos e serviços para o lar. Mas sempre leia com atenção os termos antes de solicitar ao banco.



Não achou o cartão desejado? Faça outra busca



Banco do Brasil começa a venda de pontos para o cartão

ourocard

O Banco do Brasil vai permitir a compra de pontos no seu programa de relacionamento Ponto pra Você. Estão sendo oferecidos lotes de mil pontos por R$ 45 cada. O novo serviço está sendo divulgado por meio de comunicado interno aos funcionários do banco, mas logo será noticiado a todos os clientes pelo BB.

“A partir de hoje, 10, os clientes do Banco do Brasil participantes do programa de relacionamento Ponto pra Você poderão comprar pacotes de mil pontos ao preço promocional de R$ 45,00. Essa é mais uma inovação do BB, o primeiro banco nacional a oferecer a compra de pontos no seu programa de relacionamento”, afirma o comunicado. Não que seja barato comprar mil pontos por R$ 45, mas certamente a possibilidade de comprar pontos em seu banco é uma ferramenta interessante para acumular milhas, sobretudo se for possível fazer a compra para aproveitar promoções de transferências para companhias aéreas e programa Dotz.

Ainda no comunicado, o banco promete mais novidades no Ponto pra Você ainda neste mês, visando “eficiência operacional”. Vamos acompanhar o que vem pela frente!

Via Melhores Destinos

Nubank, um cartão de crédito para a geração digital

Temos um dos sistemas financeiros considerados mais seguros e digitais do mundo, mas ainda assim, algumas transações ainda não parecem tão fáceis de usar como um app qualquer. Em alguns bancos, receber um aviso SMS quando seu cartão é utilizado ainda é complicado, e quando existe um aplicativo, nossa, ele é tão labiríntico que você tem preguiça de usar.

Enxergando nesse problema uma oportunidade, uma startup brasileira resolveu agir. Surgia a Nubank, uma empresa de serviços financeiros que quer facilitar a forma como lidamos com nosso dinheiro e nossos bancos. O primeiro produto lançado pela Nubank é um cartão internacional da marca, da bandeira MasterCard, que promete uma experiência muito mais agradável.

A partir do site, os interessados podem fazer um cadastro e solicitar um cartão, com um crédito pré-aprovado – no meu caso, foi de até 1.000 reais. Tudo é preenchido online, e a comprovação da sua identidade é feita com fotos do seu documento, enviados a partir da interface do próprio aplicativo. Depois disso, basta aguardar alguns dias para receber o seu cartão Nubank em casa, pelo correio.

Dentre os milhares de clientes aguardando o seu convite para experimentar a novidade, eu fui uma das primeiras. O cartão roxinho parece mais fininho do que os tradicionais, e por isso aparentemente mais frágil, mas isso para mim não é nenhum problema, já que a intenção de utilização é mais voltada para compras online. Talvez no dia a dia o cartão possa se danificar com mais facilidade, devido ao tira-e-põe nas maquininhas de crédito.

nubank-jac

Assim que o cartão chega, a ativação é feita pelo próprio aplicativo. Nada de precisar ligar para a central, ou acessar o seu internet banking e brigar com guardiões digitais e tokens de acesso. Ao fazer uma compra, o aplicativo notifica quando, onde e em que valores ela foi realizada, mostrando na tela o seu extrato e o limite de crédito restante. Tão simples que até surpreende. Nenhum papel, nenhuma assinatura, tudo diretamente no meu smartphone e com uma interface agradável. “A anuidade deve ser um absurdo”, pensei comigo mesma, mas a surpresa foi boa: nenhuma taxa é cobrada pela Nubank (!)

“Vimos que existe muita oportunidade para atender um segmento de mercado de pessoas mais jovens e apaixonadas por tecnologia, que não precisam e não querem o atendimento presencial em agências”, explica o colombiano David Velez, CEO da Nubank, em entrevista ao B9. Junto com Cristina Junqueira (brasileira) e Edward Wible (americano), os três fundadores escolheram o Brasil para iniciar as operações da Nubank por conta do tamanho do mercado, pela representatividade do público jovem no país e por saberem que os preços dos serviços financeiros por aqui são exagerados, com juros muito altos e tarifas desnecessárias.

“Atualmente, 50% da população brasileira tem menos de 30 anos, e são pessoas que não querem pagar por uma estrutura física que não usam. Por isso desenvolvemos um modelo 100% digital e com processos muito mais simples. Queremos ser a nova geração de serviços financeiros no Brasil”, almeja Velez.

“Já que não precisamos pagar por uma estrutura física de um banco, entre outros custos de infraestrutura, podemos passar essa economia para nossos clientes no formato de produtos sem taxas, juros mais baixos e um excelente atendimento”, explicou o CEO em entrevista ao TechCrunch.

Fonte: Brainstorm9

Apple vai transformar o iPhone 6 em cartão de crédito

A Apple quer transformar o iPhone 6 em uma carteira digital a partir de parcerias com redes de pagamento, bancos e varejistas, revelou nesta sexta-feira reportagem da Bloomberg. Entre os acordos já fechados estão parcerias com as empresas de cartão de crédito Visa, Mastercard e American Express. A novidade será anunciada em 9 de setembro, no anúncio da nova geração do smartphone.

O próximo iPhone permitirá o pagamento de contas graças a uma nova tecnologia, a NFC (Near Field Communication), que será usada no novo aparelho pela primeira vez. A partir do Touch ID, o sistema de reconhecimento de digitais já disponível no iPhone, os usuários farão seus pagamentos de forma segura apenas com um toque.

Outras companhias, como o Google, também têm investido no pagamento móvel com tecnologia similar. Por enquanto, os varejistas americanos têm se mostrado resistência à ideia.

A iniciativa da Apple pode forçar os comerciantes a adotar o sistema porque a Apple é líder mercado nos Estados Unidos, explica Ben Bajarin, analista da Creative Strategies LLC, à publicação americana.

Ainda de acordo com o especialista, a Apple é a companhia que dita os padrões da indústria em todo o mundo. Se ela aposta em uma tecnologia, todo o mercado acompanha o seu movimento. Criar um sistema de pagamento pode contribuir para que os usuários sejam ainda mais leais ao seu ecossistema e também à marca. O recurso de carteira digital será anunciado na próxima semana.