Que muita gente acaba perdendo seus pontos e milhas por perder a data de validade não é novidade, mas um levantamento realizado pelo Banco Central junto às operadoras de cartão de crédito deu uma ideia do tamanho do desperdício: 53,4 bilhões de pontos perdidos apenas no ano passado por falta de uso!

De acordo com o levantamento, que foi divulgado pelo jornal Folha de S. Paulo, o montante equivale a 24% de toda a pontuação conquistada naquele mesmo ano. É o dobro do percentual verificado em 2010, primeiro ano em que o número foi apurado pelo BC.

Segundo o BC, os brasileiros acumularam 992 bilhões de milhas em seus cartões de crédito entre 2010 e 2014. Quase dois terços disso foram convertidos em prêmios, como passagens aéreas e bens de consumo. Na média, 17% expiraram, por falta de utilização no prazo determinado ou pelo cancelamento do cartão.

Importante destacar que esse percentual se refere exclusivamente aos pontos acumulados nos cartões de crédito e bancos, ou seja, não incluem aqueles que expiram nos programas de milhas das companhias aéreas e hotéis.

É fácil imaginar que a maior parte deste desperdício de pontos vem de clientes que nem imaginam que estão participando de um programa de fidelidade vinculado ao seu cartão de crédito e nunca se preocuparam sobre como eles funcionam e que benefícios podem oferecer, no entanto vale o aviso para ficar atento à validade ou, se possível, optar pode cartões que oferecem pontos quem não expiram.

Veja a matéria na Folha de S. Paulo





1) Monitore ofertas

Programas de fidelidade costumam oferecer promoções por tempo limitado, que podem reduzir as milhas necessárias para resgatar bilhetes aéreos em determinados trechos.

O consumidor que busca de oportunidades deve acompanhar ofertas relacionadas a destinos do seu interesse e períodos nos quais poderá realizar a viagem.

2) Planeje a compra

Caso o resgate do bilhete seja feito com antecedência, o número mínimo de milhas exigido para realizar a viagem pode ser menor.

No programa de fidelidade Smiles, por exemplo, é possível usar milhas para resgatar bilhetes aéreos até 330 dias antes da data da viagem.

De acordo com simulação feita pelo Smiles, um bilhete de São Paulo para o Rio de Janeiro poderia ser adquirido nesta terça-feira (24) por seis mil milhas, caso a compra fosse feita para uma viagem marcada para 90 dias depois, já se o prazo para o voo fosse de 30 dias, seriam nove mil milhas.

3) Reative milhas vencidas

Alguns programas de fidelidade, como o Multiplus e o Smiles, também permitem dar “sobrevida” a milhas que já expiraram. Para isso, cobram uma taxa por cada milha reativada, equivalente a alguns centavos por ponto.

A opção pode ser válida para quem tinha uma grande quantidade de pontos acumulados e já tem uma viagem planejada, segundo Samy Dana, economista da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

“Para quem não pretende viajar tão cedo ou tinha poucas milhas, não compensa pagar pelo serviço, pois a milha reativada terá um novo prazo de validade. Ou seja, o benefício pode expirar novamente”, diz Dana.

O consumidor deve ficar atento às regras do programa de fidelidade caso opte por utilizar esse serviço. Geralmente, há um prazo desde a data de expiração de cada milha para que seja possível utilizá-la novamente.

No Multiplus, por exemplo, os participantes só podem renovar os pontos vencidos nos últimos 180 dias e a quantidade mínima necessária para renovação é de 500 pontos.

4) Utilize a pontuação como desconto no bilhete

Quem não consegue acumular milhas suficientes para pagar 100% da passagem aérea pode utilizá-las para abater uma parte do valor.

No Smiles, por exemplo, a cada mil milhas utilizadas é concedido um abatimento de 10% do valor, em média, de acordo com o CEO do programa de fidelidade, Leonel Andrade.

Segundo Samy Dana, essa opção ainda tem um custo elevado, apesar de ter ficado mais acessível nos últimos anos. “O abatimento pode ser um bom negócio apenas se ainda faltar muito para o participante obter as milhas necessárias para realizar a viagem e os pontos estiverem prestes a expirar”.

5) Transfira milhas para outra pessoa

Programas de fidelidade também permitem a transferência de milhas a amigos e parentes cadastrados. No entanto, também é cobrada uma taxa por cada milha transferida.

O serviço pode ser útil no caso de viagens que serão realizadas por um casal ou em grupo.

Enquanto um dos acompanhantes pode não ter obtido o número de milhas necessárias para realizar a viagem, outro pode ter conseguido acumular mais pontos do que o necessário. Para que ambos consigam viajar, basta transferir os pontos.

6) Verifique a rede de parceiros do programa 

Antes de optar pelo programa de fidelidade, é recomendável checar quais estabelecimentos comerciais e companhias aéreas permitem acumular os pontos.

Caso o consumidor já tenha o costume de viajar pelas empresas ou realizar compras nesses locais, ele consegue acumular mais milhas.

Além de oferecerem a opção de acumular milhas em diversas companhias aéreas, os programas de fidelidade também têm parcerias com redes de varejo. É possível acumular pontos em postos de combustíveis e em drogarias, por exemplo.

O gasto necessário para obter milhas varia conforme o contrato entre a empresa e o programa de fidelidade.

Por isso, o economista Samy Dana, aconselha o consumidor a calcular quanto terá de gastar para obter cada milha ao adquirir determinado produto ou serviço.

“Se for necessário gastar um valor alto para ganhar pontos ou se as empresas participantes do programa praticarem preços muito maiores do que suas concorrentes, esse programa pode não compensar”, diz o professor da FGV.

7) Alongue o prazo de validade dos pontos

Quem quiser aumentar o prazo de validade de suas milhas pode converter os pontos acumulados no programa de fidelidade do cartão de crédito em millhas no programa de milhagem.

Ao fazer essa transferência, os pontos convertidos em milhas passam a contar com um novo prazo de vencimento, como se as milhas tivessem sido emitidas a partir daquele dia.

“Se os pontos no cartão de crédito são válidos por dois anos e as milhas expiram em três anos, o consumidor tem, no total, cinco anos para acumular o valor necessário para a viagem”, diz Dana, da FGV.

 

Fonte: EXAME

ourocard

O Banco do Brasil vai permitir a compra de pontos no seu programa de relacionamento Ponto pra Você. Estão sendo oferecidos lotes de mil pontos por R$ 45 cada. O novo serviço está sendo divulgado por meio de comunicado interno aos funcionários do banco, mas logo será noticiado a todos os clientes pelo BB.

“A partir de hoje, 10, os clientes do Banco do Brasil participantes do programa de relacionamento Ponto pra Você poderão comprar pacotes de mil pontos ao preço promocional de R$ 45,00. Essa é mais uma inovação do BB, o primeiro banco nacional a oferecer a compra de pontos no seu programa de relacionamento”, afirma o comunicado. Não que seja barato comprar mil pontos por R$ 45, mas certamente a possibilidade de comprar pontos em seu banco é uma ferramenta interessante para acumular milhas, sobretudo se for possível fazer a compra para aproveitar promoções de transferências para companhias aéreas e programa Dotz.

Ainda no comunicado, o banco promete mais novidades no Ponto pra Você ainda neste mês, visando “eficiência operacional”. Vamos acompanhar o que vem pela frente!

Via Melhores Destinos

Cartões de crédito são uma ferramenta fantástica para viagens. Eles permitem acumular milhas, que podem ser trocadas por passagens aéreas e hotéis e oferecem benefícios como seguros de viagem e acessos a salas VIP em aeroportos. Para te ajudar a escolher, preparamos este ranking com os 29 melhores cartões, considerando benefícios como os pontos recebidos por compras, as salas vip e a anuidade paga.

1

Santander Unlimited Mastercard Black

2.2 pontos por dólar
Pontos nunca expiram
Anuidade de R$ 816
Priority Pass para Mastercard
2

HSBC Mastercard Black

De 2 a 3 pontos por dólar
Pontos expiram em 3 anos
Anuidade de R$ 780
Salas VIP em CGH, CWB, Mastercard GRU e Priority Pass
3

Porto Seguro Visa Infinite

De 2 a 2.2 pontos por dólar
Pontos expiram em 2 anos
Anuidade de R$ 744
Salas VIP do Priority Pass
4

American Express The Platinum Card

2.2 Pontos por dólar
Pontos nunca expiram
Anuidade de R$ 1.200
Salas VIP em GRU, CGH, GIG, SDU, EZE, MEX
5

Banrisul Visa Infinite

2.2 Pontos por dólar
Pontos expiram em 2 anos
Anuidade de R$ 660
Salas VIP do Priority Pass
6

Caixa Mastercard Black e Visa Infinite

2.2 pontos por dólar
Pontos expiram em 3 anos
Anuidade de R$ 600
Sala VIP Mastercard GRU
7

Banco do Brasil Mastercard Black e Visa Infinite

De 2 a 2.2 pontos por dólar
Pontos não expiram
Anuidade de R$ 740
Sala VIP Mastercard em GRU
8

Bradesco Visa Infinite

De 2 a 2.2 pontos por dólar
Pontos expiram em 3 anos
Anuidade de R$ 790
Nenhuma Sala VIP
9

Credicard Exclusive Platinum

De 2 a 4 pontos por dólar
Pontos expiram em 3 anos
Anuidade de R$ 390
Nenhuma sala VIP
10

Santander Unique Mastercard Black e Visa Infinite

2.0 pontos por dólar
Pontos expiram em 3 anos
Anuidade de R$ 690
Sala VIP Mastercard GRU
11

Banco do Brasil e Bradesco Mastercard Smiles Platinum

2 pontos por dólar
Pontos vão direto para o Smiles
Anuidade de R$ 348
Sala VIP Smiles em GRU
12

Bradesco Mastercard Black

De 1.8 a 2 pontos por dólar
Pontos expiram em 3 anos
Anuidade de R$ 790
Sala VIP Mastercard GRU
13

American Express The Gold Card

1.5 Pontos por dólar
Pontos nunca expiram
Anuidade de R$ 399
Salas VIP em GRU, CGH, GIG, SDU, EZE, MEX
14

Diners Club International Exclusive

1.5 ponto por dólar
Pontos expiram em 2 anos
Anuidade de R$ 450
Sala VIP em CGH, SDU, BSB, MAO, REC, GIG, FOR, GRU + 600 salas no exterior
15

Banco do Brasil Amex Platinum e Amex Platinum Estilo

De 1.6 a 1.8 pontos por dólar
Pontos expiram em 3 anos
Anuidade de R$ 363
Nenhuma sala VIP
16

Banco do Brasil Estilo Platinum Mastercad e Visa

De 1.5 a 1.75 pontos por dólar
Pontos expiram em 3 anos
Anuidade de R$ 363
Nenhum sala VIP
17

Itau Personalite Mastercard Black e Visa Infinite

1.6 pontos por dólar (2 / 1.25)
Pontos expiram em 3 anos
Anuidade de R$ 750
Sala VIP Mastercard GRU
18

HSBC Premier Mastercard

1.5 pontos por dólar
Pontos expiram em 2 anos
Anuidade de R$ 370
Salas VIP em CGH, CWB e algumas no exterior
19

Banco do Brasil e Bradesco Mastercard Smiles Gold

1.5 pontos por dólar
Pontos vão direto para o Smiles
Anuidade de R$ 190
Nenhuma Sala VIP
20

Citibank AAdvantage Black

1.5 pontos por dólar
Pontos vão direto para o AAdvantage
Anuidade de R$ 720
Sala VIP Mastercard GRU
21

Credicard Exclusive Gold

De 1.5 a 3 pontos por dólar
Pontos expiram em 2 anos
Anuidade de R$ 252
Nenhuma sala VIP
22

Santander Dufry Platinum Mastercard e Visa

1.5 ponto por dólar
Pontos não expiram
Anuidade de R$ 384
Nenhuma sala VIP
23

Bradesco Mastercard e Visa Platinum

1.5 pontos por dólar
Pontos expiram em 3 anos
Anuidade de R$ 239
Nenhuma Sala VIP
24

Santander Elite Platinum Mastercard e Visa

1.5 ponto por dólar
Pontos expiram em 3 anos
Anuidade de R$ 384
Nenhuma sala VIP
25

Caixa Mastercard e Visa Platinum

1.5 pontos por dólar
Pontos expiram em 2 anos
Anuidade de R$ 307
Nenhuma sala VIP
26

Banrisul Mastercard e Visa Platinum

1.5 pontos por dólar
Pontos expiram em 2 anos
Anuidade de R$ 280
Nenhuma sala VIP
27

Porto Seguro Mastercard e Visa Platinum

1.5 Pontos por dólar
Pontos expiram em 2 anos
Anuidade de R$ 359
Nenhuma sala VIP
28

TAM Itaucard 2.0 Platinum MasterCard e Visa

1.5 pontos por dólar
Pontos vão direto para o Tam Fidelidade
Anuidade de R$ 399
Sala VIP TAMe m Curitiba
29

Banco do Brasil Platinum Mastercad e Visa

De 1.2 a 1.5 pontos por dólar
Pontos expiram em 3 anos
Anuidade de R$ 339
Nenhuma sala VIP

Observações

– A maioria dos cartões de crédito negocia a anuidade, oferecendo descontos e até isenção total.

– Os cartões equivalentes de bandeiras diferentes foram unidos para facilitar a comparação e reduzir o tamanho da lista enorme. No entanto, apenas os cartões Mastercard Black oferecem acesso à Sala Vip Mastercard em Guarulhos.

– Os cartões Itaú têm cotação diferenciada: 1,25 ponto vale uma milha quando transferido para as companhias aéreas (exceto a Azul). Isso torna os cartões do Itaú inferiores aos seus concorrentes nos demais mais bancos.

– Os cartões Credicard Exclusive têm a opção pontos turbinados, ela permite dobrar de 1,5 para 3 pontos o acúmulo do Gold e de 2 para 4 pontos no Platinum. Para conseguir dobrar os pontos, porém, é preciso pagar 4% do valor da fatura a mais – na nossa avaliação não vale a pena pagar esse valor.

– O Priority Pass é um programa que oferece acesso a mais de 600 salas VIP em aeroportos de 100 países no mundo todo. Trata-se de um grande diferencial para quem viaja muito.

– Essa lista de cartões é atualizada mensalmente.

Fonte: Melhores Destinos

É possível transferir contas do dia-a-dia para a fatura do cartão e acumular mais pontos. Foto: Morgue File

É possível transferir contas do dia-a-dia para a fatura do cartão e acumular mais pontos. Foto: Morgue File

Os programas de pontos oferecidos pelos bancos permitem desde obter desconto em peças de teatro e cinema até adquirir uma passagem gratuitamente. Para aproveitar ao máximo as vantagens, a Multiplus, reuniu uma lista com 10 sugestões para os usuários do serviço. É preciso, por exemplo, checar a validade dos pontos. Veja abaixo as sugestões:

1. A primeira recomendação é descobrir onde é possível acumular pontos, ou seja, quais empresas têm programas de fidelidade. Vários segmentos do dia a dia já aderiram: farmácias, postos de gasolina, escolas de idiomas, lojas de vestuário e etc.

2. Concentre suas compras em empresas que tenham programas de fidelidade. Cada uma delas possui um regulamento específico. Consulte periodicamente as regras para acúmulo e resgate de pontos. É muito importante conhecer bem os benefícios oferecidos para melhor aproveitá-los.

3. Compare as mecânicas de pontuação, bem como as regras de cada programa: pontuação mínima para resgate, prazo de validade dos pontos, relação do valor gasto com a quantidade de pontos acumulada, etc.

4. Participe de uma rede que reúna pontos de várias empresas em uma única conta, assim você acumula mais em menos tempo. Ao concentrar todos os pontos, é possível conquistar prêmios de maior valor. As redes possuem inúmeras opções, como passagens aéreas, hospedagens, experiências, produtos eletrônicos, assinatura de TV, entre outros. Sempre haverá algum prêmio do seu interesse.

5. Peça sempre ao atendente do estabelecimento que credite os seus pontos na hora da compra. Confira se todas as pontuações foram creditadas.

6. Consulte sempre o prazo de validade dos pontos, para não deixar que expirem.

7. Em quase todos os cartões de crédito é possível ganhar pontos. Confira seu saldo na fatura do cartão mensalmente, para saber quantos pontos têm à disposição. Quase todos os bancos brasileiros são conectados à Multiplus, por exemplo. Não deixe de transferir os pontos do cartão para a rede.

8. Faça todas as compras (da farmácia à viagem internacional) com o cartão de crédito. Assim você pontua duas vezes: pelo estabelecimento e pelo cartão de crédito.

9. Transfira outras contas rotineiras (como telefone e seguro saúde) para a fatura do seu cartão. Assim você passa a ganhar mais pontos pelo cartão de crédito.

10. Você ainda pode utilizar os pontos para presentear alguém, com passagens, produtos eletrônicos, livros, etc.

por Exame

São Paulo – Dependendo do seu cartão de crédito, acumular pontos e sua consequente troca por milhas aéreas pode ser uma tarefa mais ou menos hercúlea. Mas a paridade entre pontos e milhas é a mesma na esmagadora maioria dos programas de fidelidade de cartões de crédito: 1 milha por ponto. Porém, mudanças no programa de fidelidade dos cartões do Itaú farão com que a transferência de pontos para programas de milhagem de companhias aéreas se torne menos interessante. A partir de 1º de março, clientes Itaú terão de gastar 1,25 ponto por milha.

A mudança faz parte de uma cesta de novidades que o banco vai lançar em seu programa de fidelidade Sempre Presente. Na prática, ela torna a transferência de pontos menos atrativa de propósito, uma vez que a partir do mês que vem será possível comprar passagens de quaisquer companhias aéreas diretamente com os pontos, sem restrição de trechos, horários, assentos ou número mínimo de pontos para resgate. Ao dispensar a intermediação dos programas de milhagem das companhias aéreas, o processo seria mais fácil e vantajoso para o cliente. Ao menos é o que promete o Itaú.

Se essa promessa será cumprida só será possível saber depois que as novidades estrearem. Mas mesmo levando em conta essas novidades, qual será o programa de fidelidade de cartão de crédito mais interessante quando o assunto é troca de pontos por milhas aéreas. O Bradesco, por exemplo, também dispõe de um sistema semelhante ao que o Itaú vai implantar, de compra direta de passagens com pontos. E com exceção dos cartões da linha Gold e de alguns American Express, que precisam de 1,25 ponto por milha na transferência de pontos para o Multiplus, os demais cartões Bradesco mantêm a paridade de 1 para 1, comum aos programas dos demais bancos. O Banco do Brasil e o Santander também têm a paridade 1 para 1 para todos os seus cartões, além de disporem da opção de transferência de pontos para outros programas de fidelidade, onde também é possível trocá-los diretamente por passagens aéreas e outros produtos.

EXAME.com compilou as informações dos programas de fidelidade dos cinco maiores bancos brasileiros, para que seja possível comparar como os programas funcionam para cada tipo de cartão. A tabela a seguir já está atualizada com as novas informações do Itaú. Repare que os cartões mais sofisticados, de anuidades mais caras e voltados para clientes de renda mais alta, tendem a acumular mais pontos por dólar gasto ou valor equivalente em reais, e esses pontos demoram mais a expirar do que nos cartões comuns. O número de companhias aéreas parceiras e o número mínimo de pontos para resgate também costumam variar bastante.

CartãoParidade gastos e pontosParidade pontos e milhasValidade dos pontosMínimo de pontos para resgate
BB Ourocard (doméstico e internacional)US$ 1 = 1 ponto (crédito) e 0,5 ponto (débito)1 ponto = 1 milha24 meses10.000
BB Ourocard Gold Visa e MasterUS$ 1 = 1 a 1,2 ponto (crédito) e 0,5 ponto (débito)1 ponto = 1 milha24 meses10.000
BB Ourocard Platinum Visa e MasterUS$ 1 = 1,2 a 1,75 ponto (crédito) e 0,5 ponto (débito)1 ponto = 1 milha36 meses10.000
Ourocard Estilo Platinum American Express (BB)US$ 1 = 1,6 a 2 pontos (crédito) e 0,5 ponto (débito)1 ponto = 1 milha36 meses10.000
Ourocard Estilo Platinum Visa ou Master (BB)US$ 1 = 1,5 a 1,9 ponto (crédito) e 0,5 ponto (débito)1 ponto = 1 milha36 meses10.000
Ourocard Infinite ou Black (BB)US$ 1 = 2 a 2,2 pontos (crédito) e 0,5 ponto (débito)1 ponto = 1 milhaNão expiram10.000

 

CartãoParidade gastos e pontosParidade pontos e milhasValidade dos pontosMínimo de pontos para resgate
Bradesco Exclusive Gold e Bradesco GoldUS$ 1 = 1 ponto1 ponto = 1 milha (Smiles) ou 1,25 ponto = 1 milha (Múltiplus)36 meses5.000 (Smiles) ou 10.000 (Múltiplus)
Bradesco Prime GoldUS$ 1 = 1,2 ponto1 ponto = 1 milha (Smiles) ou 1,25 ponto = 1 milha (Múltiplus)36 meses5.000 (Smiles) ou 10.000 (Múltiplus)
Bradesco PlatinumUS$ 1 = 1,2 ponto1 ponto = 1 milha36 meses5.000 (Smiles) ou 10.000 (Múltiplus)
Bradesco Prime PlatinumUS$ 1 = 1,5 ponto1 ponto = 1 milha36 meses5.000 (Smiles) ou 10.000 (Múltiplus)
Bradesco Infinite e Black (todos)US$ 1 = 2,2 pontos1 ponto = 1 milha36 meses5.000 (Smiles) ou 10.000 (Múltiplus)
American Express Green (Bradesco)US$ 1 = 1,3 ponto1 ponto = 1 milha (Smiles) ou 1,25 ponto = 1 milha (Múltiplus)Não expiram250
American Express Gold (Bradesco)US$ 1 = 1,5 ponto1 ponto = 1 milha (Smiles) ou 1,25 ponto = 1 milha (Múltiplus)Não expiram250
The Platinum Card American Express (Bradesco)US$ 1 = 2,2 pontos1 ponto = 1 milhaNão expiram250
Caixa Internacional e GoldUS$ 1 = 1 ponto1 ponto = 1 milha24 meses4.000
Caixa PlatinumUS$ 1 = 1,5 ponto1 ponto = 1 milha24 meses4.000
Caixa Turismo PlatinumUS$ 1 = 1,8 ponto1 ponto = 1 milha24 meses4.000
Caixa Infinite ou BlackUS$ 1 = 2,2 pontos1 ponto = 1 milha36 mesesNão há
Itaucard NacionalR$ 1 = 1 ponto2.500 pontos = 50 créditos (Tudo Azul) ou 1,25 ponto = 1 milha (demais programas)24 meses20.000 pontos (transferência) ou não há (compra direta)
Itaú Gold e InternacionalUS$ 1 = 1 ponto2.500 pontos = 50 créditos (Tudo Azul) ou 1,25 ponto = 1 milha (demais programas)24 meses20.000 pontos (transferência) ou não há (compra direta)
Itaú PlatinumUS$ 1 = 1,5 ponto2.500 pontos = 50 créditos (Tudo Azul) ou 1,25 ponto = 1 milha (demais programas)36 meses20.000 pontos (transferência) ou não há (compra direta)
Itaú Infinite e BlackUS$ 1 = 2 pontos1 ponto = 1 milha (Tudo Azul) ou 1,25 ponto = 1 milha (demais programas)36 meses20.000 pontos (transferência) ou não há (compra direta)
Santander Free, Flex, Light e FitR$ 3 = 1 ponto1 ponto = 1 milha, sendo 1 ponto = 1,6km para a Lan Pass24 meses800
Santander Internacional, Gold e FerrariUS$ 1 = 1 ponto1 ponto = 1 milha36 meses800
Santander Platinum StyleUS$ 1 = 1,3 ponto1 ponto = 1 milha36 meses800
Santander Platinum e Elite PlatinumUS$ 1 = 1,5 ponto1 ponto = 1 milhaNão expiram800
Santander UnlimitedUS$ 1 = 2 pontos1 ponto = 1 milhaNão expiram800

Fonte: Bancos

Programas de milhagem parceiros de cada banco:

Banco do Brasil: Múltiplus Fidelidade (TAM) e Smiles (Gol).
Bradesco: Múltiplus Fidelidade (TAM) e Smiles (Gol).
Caixa: Múltiplus Fidelidade (TAM), Smiles (Gol) e Victoria (TAP).
Itaú: Múltiplus Fidelidade (TAM), Smiles (Gol), Victoria (TAP), LANPASS (LAN) e Tudo Azul (Azul).
Santander: Múltiplus Fidelidade (TAM), Smiles (Gol), Victoria (TAP), LANPASS (LAN), Club Premier (AeroMéxico) e Skymiles (Delta).

Observações sobre cada banco:

Banco do Brasil:
O número de pontos por dólar gasto aumenta conforme a quantia paga no cartão de crédito, e é possível pontuar também nos gastos na função débito. Nos cartões Visa Infinite e MasterCard Black, os pontos têm a vantagem de nunca expirarem. Além de transferir os pontos para os programas de milhagem das companhias aéreas, também é possível transferi-los para o Programa Dotz, que oferece, entre outros produtos, passagens aéreas.

Bradesco:
Tem a vantagem de os pontos expirarem em 36 meses para todas as modalidades de cartão. Nos cartões American Express emitidos pelo Bradesco, os pontos têm a vantagem de nunca expirarem. A desvantagem é que para os cartões Bradesco da linha Gold e para o Amex Green e o Amex Gold, a paridade é de 1,25 ponto = 1 milha no programa Múltiplus Fidelidade, da TAM. Isto é, enquanto no Smiles 10 mil pontos podem ser trocados por 10 mil milhas, no Múltiplus são necessários 12.500 pontos para obter as mesmas 10 mil milhas. Contudo, além da paridade de 1 ponto por milha nos demais programas de fidelidade e cartões, o Bradesco também oferece a modalidade de compra de passagens diretamente com pontos. No site do programa de fidelidade, é possível inclusive comparar a compra com pontos com a compra com milhas no programa da companhia aérea.

Caixa:
Os cartões Visa Infinite e MasterCard Black não requerem mínimo de pontos para resgate.

Itaú Unibanco:
É o único banco em que 1 milha custa 1,25 ponto em todas as modalidades de cartão e em todos os programas de milhagem (com exceção do Tudo Azul, da Azul, que tem um sistema diferente). O número mínimo de pontos para resgate é o mais alto de todos os bancos, 20 mil pontos. Contudo, o Itaú passará a contar com um sistema de compra direta de passagens por meio de pontos, a partir de 1º de março. O novo sistema promete o resgate imediato dos pontos, sem número mínimo ou restrições de trechos, horários e assentos. A compra de passagens com pontos também renderá milhas nos programas de milhagem das respectivas companhias aéreas.

Santander:
Pontos têm a vantagem de nunca expirar nos cartões Platinum, Elite Platinum e Unlimited. Mesmo o cartão sem anuidade Santander Free rende acúmulo de pontos e troca por milhas aéreas. Há a possibilidade de transferir pontos para programas de milhagem, na paridade de 1 ponto por milha, ou de trocar pontos diretamente por passagens por meio do programa SuperBônus.

*Matéria atualizada às 10h40.

 

por Jornal de Floripa

Tem consumidor que perde a oportunidade de viajar de graça por desconhecer o sistema ou, simplesmente, por esquecer as milhas acumuladas antes que elas percam a validade.

Para baratear as viagens, tem uma saída: usar as milhas acumuladas nos gastos com cartão de crédito. Muitos brasileiros estão desperdiçando essa oportunidade de viajar de graça.

Saiba como acumular pontos e usar melhor os programas de milhagem

Passear com a família estava nos planos do advogado Fernando Tadeu da Cruz. O que ele não imaginava era a possibilidade de fazer isso sem pagar passagem. “Um amigo meu da agência de turismo me orientou e falou: ‘você não compra no cartão de crédito’. Eu falei: ‘eu compro’. Foi acionar, e eu tinha 43 mil pontos, e não sabia que eu tinha essa quantidade toda”, conta.

A pontuação de Fernando foi suficiente para viajar de Porto Velho a Natal e Fortaleza, ida e volta. Tem gente que foi ainda mais longe. Os pontos que a comerciante Eloina de Vasconcelos acumulou no cartão a levaram para a Argentina. “Antes eu usava muito dinheiro. Agora, tudo é cartão: para almoçar, mercantil, farmácia”, revela.

Muita gente poderia estar viajando como recompensa pelo que gastou no cartão, mas tem consumidor que perde a oportunidade por desconhecer o sistema ou, simplesmente, por esquecer as milhas acumuladas antes que elas percam a validade.

Um levantamento feito pelo Banco Central comprovou que os brasileiros perderam, em um ano, mais de 100 bilhões de pontos nos programas de recompensa dos cartões de crédito. As milhas que expiraram seriam suficientes para emitir cerca de cinco milhões de passagens aéreas entre o Brasil e qualquer destino da América do Sul.

A representante comercial Silvânia Fonseca Ferreira já desperdiçou pontos por descuido. “Só podia transferir em blocos de cinco mil e eu perdi. Expirou, antes do prazo. Não deu tempo de transferir”, declara.

Depois disso a representante comercial, que precisa viajar com frequência, passou a concentrar todos os pontos acumulados com compras em um único cartão de crédito. Isso facilita o controle.

Em uma agência especializada em programas de milhagens, os consumidores são orientados a ficar de olho na data de vencimento dos pontos, mas nem sempre compensa trocá-los pelas passagens aéreas.

“Em um trecho curto, às vezes, é melhor não usar. Se a passagem for mais barata do que sua milhagem vale, então, é interessante você repassar essas milhas, vender para uma agência especializada e, com o dinheiro, comprar a passagem. O troco você utiliza da forma que desejar”, recomenda o dono de agência, Daniel Serpa.

Silvânia quer mesmo é aproveitar cada milha conquistada com as compras que faz: “eu viajo uma média de nove vezes por ano a São Paulo. De nove, eu faço sete com milhas”.

TAM possui mais parceiros, Gol dá mais passagens por milha enquanto Azul começa a premiar clientes mais rápido

Por Portal EXAME

São Paulo – Os programas de fidelidade das maiores empresas aéreas brasileiras possuem regras e vantagens bem distintas. A TAM possui mais parceiros, o que facilita o acúmulo de pontos e a emissão de passagens. A Gol muitas vezes cobra menos milhas que a TAM para emitir uma passagem semelhante. Já a Azul começa a premiar os clientes bem antes que os rivais. Veja a seguir os prós e contras de cada programa de fidelidade e descubra qual é mais interessante para seu perfil de passageiro:

Continuar lendo

Como faço para acumular milhas/pontos no meu cartão de crédito? Como faço para usar os pontos/milhas acumulados neles para emitir passagens?

Cada cartão de crédito tem suas regras, contrato e benefícios associados. Os cartões são muito variados e têm regras muito específicas e por isso este texto será mais genérico, cabendo a você procurar informações mais especificas junto ao seu cartão. Não teríamos como citar cartão por cartão. Não esqueça que o Hotmar está publicando uma super série de textos sobre os principais cartões elite do mercado, mas muitas dicas servem para todos os cartões em geral.Continuar lendo