Skip to content

Evite a armadilha dos juros no rotativo do cartão de crédito

juros no rotativo

O cartão de crédito pode se tornar um vilão no fim do mês, se não for usado com consciência. Segundo dados da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), todas as taxas de juros das operações de cartão de crédito subiram em abril. As taxas médias de juros no rotativo do cartão de crédito tiveram alta de 435,6% ao ano no mesmo mês.

“O cartão é um meio seguro. Porém, se usado sem consciência promove compras por impulso. Por isso, é preciso ter responsabilidade na hora de consumir. Antes de fazer uma compra, sempre pergunte se realmente precisa disso, se tem dinheiro para comprar e se tem como pagar a fatura total do cartão no seu vencimento”, afirma o presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin), Reinaldo Domingos, que elaborou uma lista de recomendações sobre o uso do cartão de crédito.

As regras principais são procurar bancos com taxas de juros baixas e ficar atento ao limite, que não deve ultrapassar 50% do valor do salário. Dessa forma, o usuário evita gastar mais do que recebe. Para economizar, pode procurar empresas que não cobram anuidade. O consumidor deve ter bom senso na hora de parcelar o valor da compra, já que há incidência de juros, e evitar pagar a parcela mínima. “Caso não consiga pagar o total, procure outra linha de crédito, que não ultrapasse 2,5% ao mês”, comenta Reinaldo Domingos.

Em caso de perda de controle sobre as finanças, o educador financeiro orienta que o consumidor faça imediatamente um diagnóstico financeiro.

Fonte: JC