Não achou o cartão desejado? Faça outra busca


Entrada do carro zero pode ser parcelada no cartão


por BemParaná

Parcelar o valor da entrada no cartão de crédito em até 10 vezes. Essa é a saída que as concessionárias de carros têm oferecido para tentar manter as vendas de automóveis, depois que o governo determinou a redução dos prazos de financiamento e o fim da vendas sem entrada. Segundo Marco Antonio Rossi, diretor da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores do Paraná (Fenabrave-PR) e da concessionária Volskwagen da Servopa, a medida tem sido adotada por várias lojas e, ao contrário do que algumas pessoas imaginam, a modalidade de venda sem entrada em 60 vezes não desapareceu. “Mas os juros são maiores e a média dos financiamentos no Estado tem sido de 42 meses”, afirma.

Rossi diz que o mercado está aquecido e há a expectativa de fechar o ano com um crescimento de vendas de 5% no Paraná. “A agricultura está muito bem e quando ela está com boas perspectivas, o mercado de carros também tem um bom desempenho no Estado”, conta. O valor de entrada dos carros vendidos oscila entre 10% e 20%, na média. Quem tem mais para dar de entrada na hora de comprar o carro novo, também consegue taxas de juros que podem chegar a zero. Esse é o caso da Ford Center, do grupo Barigui Veículos. Segundo o Marco Aurélio Koch gerente de novos da concessionária, essa é a política de juros para quem tem 50% do valor para dar de entradas. O valor da entrada pode ser ainda parcelado em até 10 vezes do cartão de crédito própria da financeira do grupo.

Os maiores juros são para quem compra sem entrada: 2,07%.  Na Copava, também revenda da Volskwagen, o parcelamento da entrada no cartão de credito pode ser negociado, segundo o gerente de novos, João Guilherme de Castro.
No banco Volks, os juros para a compra com 20% de entrada é de 1,80% e para quem tem 50% do valor do carro, a taxa fica em 0,99%.
Fenabrave — Apesar da política de ofertas aos consumidores, as vendas de carros neste ano estão crescendo em ritmo menor ao do ano passado. Os dados de emplacamentos do país de março apontam uma queda de 18,63% na venda de automóveis de passeio, na comparação com os números de março de 2010. Foram vendidos 275.437 automóveis em março de 2010, contra 224.127 de março deste ano.

Tagged Under : , ,



Comments are closed.