Não achou o cartão desejado? Faça outra busca


Cartões substituem vendas com carnês no Ponto Frio


Por Heloisa Valente

(18/08/08) – As vendas com carnês na rede varejista Ponto Frio estão sendo substituídas por pagamentos efetuados com cartões de crédito de terceiros e, mais recentemente, pelo cartão Ponto Frio Flex. O balanço financeiro da companhia reporta que, em junho deste ano, o produto próprio – administrado pelo banco Investcred – respondeu por 16,6% do total das vendas, enquanto os carnês representaram 17%. No comparativo com dezembro do ano passado, as vendas com carnês respondiam por 39% do total.

O cartão Flex foi lançado em março deste ano e já contabiliza 426 mil plásticos emitidos. No total do semestre, o Ponto Frio superou a marca de 1 milhão de cartões. Completam este resultado 589 mil cartões co-branded (Ponto Frio Unicard) nas mãos dos clientes. A base de cartões, comparada ao mesmo período do ano passado, expandiu 138,3%. A composição das vendas em junho esteve distribuída da seguinte forma: à vista (35,5%), carnê (17%), cartões (26,5%), cartão flex (16,6%), cheque pré-datado (1,2%), empréstimo pessoal (2,8%) e desconto em folha (0,5%). No mesmo mês de 2007, a participação das modalidades de pagamento foi de: à vista (34,7%), carnês (37,9%), cartão (21,9%), cheque pré-datado (2%), empréstimo pessoal (0,9%) e desconto em folha (0,4%).

A carteira de operações de crédito do Banco Investcred Unibanco encerrou o segundo trimestre de 2008 com saldo de R$ 1.366,7 milhões, alta de 29,3% em relação ao mesmo período do ano passado. O prazo médio de financiamento é de 9,4 prestações e um tíquete médio de R$ 653,00, 22,1% superior ao segundo trimestre de 2007. O empréstimo fácil, produto de crédito pessoal, manteve sua tendência de evolução, apresentando crescimento de 56% na mesma base de comparação. O resultado líquido da companhia no segundo trimestre do ano foi de R$11,7 milhões, alta de 66,8% sobre o mesmo intervalo do ano passado.

O EBITDA da Globex Utilidades, controladora da rede varejista Ponto Frio, atingiu R$36,9 milhões no período, variação positiva de 2,8% em relação aos R$35,9 milhões registrados entre abril e junho do ano passado. De acordo com o balanço financeiro, os crescimentos experimentados pela companhia no trimestre se deram a despeito das medidas de restrição na concessão de crédito implementadas a partir do início do mês de maio. Assim, a taxa de aprovação de CDC teve redução de 19,0% entre o segundo trimestre de 08/07. Ao final de junho, as vendas por cartão de crédito de emissão do Banco Investcred já superavam as via CDC em 36,0%.

* Com informações do balanço financeiro do Ponto Frio

Fonte: Partner report – São Paulo



Comments: