Não achou o cartão desejado? Faça outra busca


Shell lança cartão de crédito para fidelizar clientes


Por Tatiana Freitas

São Paulo, 28 (AE) – A Shell e a financeira Citi lançaram hoje (28) um cartão de crédito, com a bandeira Visa, que converterá as compras feitas com este instrumento financeiro em créditos para o abastecimento nos postos Shell e demais estabelecimentos credenciados pela Visa. As empresas têm a expectativa de superar a marca de 1 milhão de cartões nos primeiros anos de operação.

Segundo o presidente da Shell no Brasil, Vasco Dias, com a parceria a Shell busca a fidelização de clientes. “O cartão atrai um público novo e faz com que aqueles que já eram usuários voltem mais vezes aos postos”, disse. Segundo o executivo, experiência semelhante da Shell em outros países mostrou também aumento do tíquete médio.

A Ipiranga e a Petrobras, concorrentes da Shell no varejo, já oferecem cartões de crédito aos seus clientes. A primeira utiliza a bandeira MasterCard e a segunda, Visa. Mas, segundo Dias, o cartão Shell Credicard Citi Visa oferece um pacote de benefícios diferenciado ao consumidor e facilidade no sistema de resgate de pontos. No cartão lançado hoje, os benefícios são creditados automaticamente na próxima fatura, a partir de um valor acumulado de R$ 10. O consumidor, portanto, não precisará solicitar os créditos. Além disso, as propostas de adesão serão depositadas pelos consumidores diretamente em urnas instaladas em todos os postos Shell. “Trabalhamos muito na melhora da parte operacional, que é fundamental”, disse Dias.

Nos primeiros 60 dias de operação, o cartão Shell Credicard Citi Visa converterá em crédito 6% dos gastos com combustíveis e lubrificantes na rede Shell e 2% dos gastos nos demais estabelecimentos credenciados pela Visa. A partir do terceiro mês de adesão, os créditos serão de 3% e 1%, respectivamente, para o uso tanto nos postos Shell como na rede credenciada.

O cartão estará disponível em três versões (nacional, internacional e Gold) para clientes com renda a partir de R$ 400. Não haverá cobrança de anuidade no primeiro ano de uso. A partir do segundo ano, o pagamento será de R$ 60 para a versão nacional, de R$ 90 para o internacional e de R$ 150 para o Gold.Agência Estado



Comments: